Contratação de figurantes – Um guia para você nunca mais precisar de agência!

Figuração. Essa é uma profissão que ainda luta por reconhecimento. Vivemos num mundo onde apenas as “estrelas” têm vez mas a verdade é que sem os figurantes não existe produção. Seja ela um filme, uma propaganda (impressa ou para tv), series, novelas e muitos outros produtos que consumimos diariamente.

Muitos atores, atrizes e modelos começam as suas carreiras de sucesso fazendo figuração. Assim, eles ficam mais íntimos de todo processo de produção, criação e finalização de um projeto de sucesso. Isso garante não apenas experiência, mas a chance de observar diversas áreas que ficam “embaçadas” quando ja se é parte do elenco principal.

Ser um figurante é muito mais do que ser a pessoa que passa em segundo plano à cena. É preciso ter o treinamento adequado para tornar as ações completamente encaixadas com o cenário criado.

Quem trabalha com audiovisual, seja ele para qualquer categoria, sabe bem como um figurante pode enriquecer uma cena, assim como também ele pode estragar todo take se não houver naturalidade na sua participação. É preciso dar valor para esses profissionais pois, sem eles, não existe a possibilidade de uma cena bem feita. Afinal, são raríssimos os casos de uma produção que se passa 100% num ambiente fechado apenas com os personagens principais.

É sabendo disso que se torna tão importante contar com figurantes de qualidade. Esse profissional é essencial e com a sua contratação você garante a completude do trabalho dentro da produção.

Bom, mas a pergunta que não quer calar é: e como é possível contratar um bom figurante? Nós vamos te dar essa resposta junto com uma estratégia incrível para você contratar figurantes sem que para isso precise gastar mais do seu orçamento pagando uma agência para fazer essa ponte.

Para chegarmos a todas essas informações, é necessário entender exatamente que tipo de figurante você precisa, quais as cenas e ações que eles vão participar, o que você espera desses profissionais e, acima de tudo, como negociar essa contratação.

Para começar, vamos falar um pouco sobre como você pode definir o perfil dos figurantes que você deverá inserir na sua produção. A partir disso, você já entra na fase de procurar pelo profissional ideal. Confira:

 

Figurantes – Perfis que você deve selecionar e como ambientá-los

 

Para escolher o seu time de figurantes é preciso, primeiramente, ver o contexto em que a sua cena se passa. Por exemplo, quando há uma filmagem de uma produção estrangeira no Brasil, é feito um estudo dos fenótipos do nosso povo, da forma como nos vestimos e até do modo como andamos para definir os figurantes.

Qualquer cena deve ser fiel a um contexto histórico, geográfico, político e social em que se passa o take. Isso, além de garantir veracidade na sua cena, evita os vergonhosos “erros de gravação”. Sejamos francos, o que pode ser mais descabido do que um filme de samurais em que passa um figurante usando um relógio de pulso?

Sabendo da importância de colocar os seus figurantes em perfeita sintonia com a história que está sendo construída, vamos de dar algumas dicas para selecionar perfis e ambientá-los:

 

  • Sexo, idade e etnia – Defina esses pontos a partir da produção:

Quando uma história se passa no japão, o esperado é que os figurantes sejam todos de origem étnica japonesa. Quando uma série está mostrando o dia a dia escolar de um determinado lugar, é óbvio que os figurantes devem ter a idade cronológica condizente com o ambiente. O mesmo acontece quando uma cena se passa no banheiro feminino, a figuração deve ser completamente composta por mulheres.

Essas dicas podem parecer simples, mas elas são extremamente relevantes quando você vai fazer a sua contratação. É preciso repassar no roteiro cena por cena para definir esses perfis antes de iniciar a busca por figurantes.

 

  • Figurino e maquiagem

Depois que o perfil foi definido, é preciso decidir como ambientar esses profissionais à sua produção. Quando uma história se passa em dias atuais, fica mais fácil escolher um figurino que seja cotidiano. Porém, se a produção retrata uma outra época, outro país com cultura diferente, ou até mesmo outra realidade, é preciso que a produção se dedique em oferecer os figurinos e a maquiagem que vão tornar esses figurantes parte do cenário.

Não adianta querer economizar neste aspecto de forma a comprometer o seu projeto. lembre-se sempre do exemplo do figurante usando relógio em um filme de samurai. Você com certeza não quer esse tipo de deslize.

 

  • Objetos cênicos

Outro ponto que tem grande valor quando estamos falando sobre a ambientação dos figurantes é o uso dos objetos cênicos. Vou dar um exemplo de uma produção que brilha nesse quesito: Game Of Thrones.

Claro, existe um grandessíssimo investimento envolvido nesse êxito, mas é notório que cada objeto que aparece em cena foi feito de acordo com o tempo, o espaço a história e o take que está sendo filmado. Isso torna os figurantes completamente inseridos na produção e dá vida à proposta.

 

Agora que você já  elegeu os perfis e já sabe como incorporá-los na sua produção, fica mais fácil encontrar os profissionais ideias para a figuração do seu projeto. Mas na hora de contratar, como é possível proceder?

Você deve estar se perguntando: porque eu deveria fazer a contratação de forma independente ao invés de contratar uma agência que me entregará os perfis ideais para os meus figurantes?

Infelizmente muitas pessoas não se sentem confortáveis ou aptas a escolher e selecionar esses profissionais por conta própria. Isso só acontece porque, infelizmente, muita gente não sabe que é possível fazer esse trabalho com tanta ou mais qualidade que as agências.

Se você não acredita nisso, eu vou te dar 7 motivos para você esquecer a ideia de contratar através de agências. Nem sempre elas beneficiam o seu projeto e muitas vezes é necessário fazer ajustes que atrasam o seu cronograma. Entenda:

  1. Uma agência não é você!

Essa afirmação não traz nenhuma informação nova, mas é preciso analisar ela e entender o que ela quer dizer. Só quem realmente sabe o que um projeto necessita é quem trabalha com ele no dia a dia. Por mais que você mande um briefing detalhado do perfil de figurantes que você quer, a agência nunca vai olhar para esses profissionais com os mesmos olhos que você. É preciso assumir que um projeto é como um filho, só conhece ele bem quem o gestou. Dessa forma, é preciso que você reconheça que não há ninguém melhor do que você para escolher os profissionais que vão participar do cotidiano da sua produção.

2. O dinheiro gasto poderia ser usado para outros fins

Alguns parágrafos acima eu estava falando sobre a importância dos objetos cênicos e citei a produção de Game of Thrones como um exemplo de excelência nesse quesito. Também destaquei que eu sei que a verba que eles possuem para esses detalhes é grande e a maioria das produções não tem esse mesmo capital. Bom, mas o que você pode fazer é alocar o seu orçamento da maneira mais otimizada possível. Isso quer dizer que você pode economizar a grana que seria gasta numa agência para, por exemplo, criar objetos cênicos com mais qualidade e realismo.

   3. Agências nem sempre são parciais

Quando você contrata um figurante para o seu projeto através de uma agência, o seu contrato não é feito diretamente com o profissional e sim com essa empresa que está fazendo a ponte entre vocês. Por isso, o contrato que você acha justo nem sempre é o que a agência considera justo. Dificilmente haverá parcialidade entre três partes. O vácuo causado entre o que você quer, o que a agência quer e o que o profissional quer pode ser prejudicial para a sua produção. Você está disposto a arcar com essa terceira via opinando sobre os termos acordados?

   4. As agências possuem um número de profissionais limitados

É preciso frisar essa informação porque ela é muito relevante, principalmente se você precisar de um grande número de figurantes com um tipo de perfil específico. As agências têm demandas de clientes e é por isso que elas não conseguem abarcar todos os tipos de pessoas em grandes números. Em geral, elas apostam em quem tem um “perfil comercial”. Se a sua produção quer passar realismo e coerência cênica/histórica/estrutural será necessário abrir mão desse tipo de perfil e estudar exatamente qual profissional deveria estar fazendo a sua figuração. Por isso, quando você busca fora das agências você tem a chance de encontrar um leque muito mais amplo e variado.

   5. Algumas agências querem ser vinculadas ao projeto

Esse tópico vai especialmente para aqueles que possuem um projeto autoral, que se desenvolveu através de diretrizes e valores que você estabeleceu. Algumas agências querem ser vinculadas ao casting ou aos nomes dos atores escolhidos. Nem sempre, para quem está fazendo um projeto com uma dinâmica mais pessoal, quer ter o nome de uma grande agência atrelado ao que foi feito. por isso, nada melhor que que garantir que os créditos sejam dados apenas aqueles que, de fato, participaram da criação, da produção e do produto final.

   6. O timing da agência

Quando o seu projeto tem um cronograma bem restrito, é preciso contar com quem, de fato, está pronto para começar a ação. Essa agilidade pode te fazer economizar não só tempo, mas também dinheiro. Pensando dessa forma, é inviável pedir para uma agência selecionar os seus figurantes se você precisar de algo “para ontem”. Nesses casos, nada melhor do que você mesmo pôr a mão na massa e encontrar os profissionais ideais para fazerem parte da sua produção.

   7. A liberdade de escolher sozinho!

Para finalizar essa lista, não existe nada melhor do que destacar a liberdade de escolher sozinho todas as pessoas que farão parte da sua produção. A definição de profissional, de termos de contrato de obrigações do figurinista e do que você espera para o trabalho dele podem ser estabelecidas apenas por você e pelos membros da equipe que você responsabilizar para essas mesmas funções. É assim que você pode ter um vínculo ainda mais forte com o seu trabalho, com a sua equipe e com todos que estão, de alguma forma, colaborando para que a sua produção seja bem sucedida.

 

Agenda do Produtor – Contrate figurantes diretamente com essa plataforma

 

Quando a agência é o seu único meio de contatar possíveis profissionais o trabalho esbarra em uma série de problemas: o banco de clientes é restrito, os preços são altos, é preciso seguir o calendário da agência e o contrato nunca é diretamente feito com a pessoa que vai assumir o cargo.

Esses percalços ocasionam uma série de fatores que não beneficiam a soa produção. Afinal, quem quer gastar mais, ter opções limitadas e ainda por cima perder mais tempo do que o necessário para essa contratação?

Ser independente desses obstáculos é muito importante e é por isso que a Agenda do Produtor é a plataforma ideal para você contratar os figurantes que você precisa com muito mais agilidade, um banco de dados repleto de profissionais qualificados e, acima de tudo, sem gastar dinheiro com a agência!

Se você quer aproveitar todos esses benefícios, tudo é muito fácil e simples. Basta acessar a Agenda do Produtor e você verá como é possível resolver esse processo sem ter mais custos ou gastar mais tempo.

Agora, para que você tenha ainda mais confiança na hora de encontrar os figurantes que a sua produção precisa. Vou dar algumas dicas que você pode aplicar na sua busca e contratação. Veja:

 

  • Não pare na primeira página

Como já foi dito aqui, a Agenda do Produtor tem uma quantidade substancial de cadastro de profissionais da área. Por isso, quando você busca um time para fazer parte do seu projeto, não pode deixar de ser minucioso na escolha.

Não pare na primeira página. Dê boa olhada nas opções, nos currículos e habilidades de cada um e compare com o perfil que você já criou. Assim, com certeza você vai acertar na seleção.

 

  • Converse com os profissionais

Nada é mais esclarecedor do que uma boa troca de informações. Conversar com o profissional que você está contratando é muito importante para que você conheça seus trabalhos, suas expectativas e sua disponibilidade para fazer parte do seu projeto. Um bate-papo sempre cai bem!

 

  • Deixe clara todas as suas exigências

Você precisa de um figurante que tenha cabelos raspados? Precisa que o profissional escolhido ande descalço na rua? Seu projeto necessita de um figurante que fume? Esses são exemplos que fazendo toda a diferença na hora de fazer a sua eleição. Deixe sempre suas exigências claras e veja se o profissional tem disponibilidade para cumpri-las.

 

  • Se houver um escopo do roteiro, envie ao profissional

Nada como deixar tudo sempre esclarecido. Se o seu escopo de roteiro exige gravações em vários espaços diferentes e você pretende usar sempre os mesmos figurantes, deixe que o profissional se entere desse calendário. Assim, ele já estará preparado para as gravações.

 

Por último, vale lembrar que você não está sozinho nessa. Você pode contar com a Agenda do Produtor para selecionar perfis, ter contato com os profissionais, obter uma linha de diálogo com eles e é possível fazer tudo isso de forma muito simples e rápida!

Essa é a ferramenta perfeita para quem não quer mais depender de agências para tocar os seus projetos e sabe que pode contar com o maior banco de dados para profissionais de produção do país!

Bom, agora que você já sabe o melhor lugar para contratar os seus figurantes, tudo fica mais fácil para que você tenha sucesso durante a sua produção. Contar com bons profissionais é o segredo para ter qualidade.

Pensando nisso, vale dizer que agora é a hora de formalizar esse encontro e tornar ele viável para que você possa dar início às suas gravações (em caso de produções de audiovisual), para as sua turnê em caso de peças teatrais ou mesmo para começar os cliques, para propagandas e produções feitas a partir de imagens.

Para este guia ficar completo, vamos pontuar alguns detalhes importantes que você precisa definir no seu contrato e no dia a dia de trabalho com o seu figurante. Com isso, você já pode correr para o abraço!

 

Contratação – A etapa final

 

Você já selecionou os figurantes que se encaixam perfeitamente no perfil do seu projeto? Então agora é a hora de oficializar. É importante fazer um contrato que proteja ambas as partes e é por isso que nós vamos dizer 5 pontos que não podem faltar no seu contrato.

 

  1. Início e fim do projeto

Quem trabalha com produção sabe que, em muitos casos, é fácil determinar a data em que um projeto começa, mas nem sempre é possível prever a data em que o mesmo será encerrado. Trabalhar com arte, com pessoas, com a disponibilidade de diversos profissionais e muitas vezes com a boa vontade da meteorologia não é fácil. Ainda assim, é preciso que você coloque uma data de início e escolha um modelo de finalização para o seu contrato. Isso pode ser resolvido com um contrato mensal por tempo indeterminado em que o fim do mesmo se dará pelo aviso e acordo entre ambas as partes.

  1. Horários de trabalho

Sim, quem trabalha com produção precisa ter horários de trabalho! Mesmo que as gravações, fotos e apresentações tenham horários flexíveis, você precisa planejar um cronograma de horários e partilhar ele com esse profissional antes e durante a assinatura do contrato. Isso tornará a vida da sua equipe muito mais organizada e você terá melhores resultados caso precise fazer mudanças de agenda e itinerários. Se for necessário, você pode determinar horários que sejam diferentes a cada dia da semana ou mesmo que mudem conforme o estágio em que está o projeto. Não deixe de determinar essa agenda com a sua produção antes de fazer a contratação!

  1. Obrigações do figurante

Essa é a parte em que você deixa clara as suas exigências em relação ao trabalho e quais as obrigações legais que o figurante vai ter. Nesse trecho do contrato você precisa frisar cada um dos pontos que você julga importante como o uso e a manutenção do figurino, cláusulas de confidencialidade, exigências como corte de cabelo ou uso de perucas e proteses. Despir-se de adereços que não sejam da cena e muito mais. Acredite, deixar esses detalhes bem amarrados vai garantir que você possa contar com o seu profissional para executar exatamente o trabalho que você planejou.

  1. Suas obrigações

Sim, você também tem obrigações com esse profissional. Fazer um contrato unilateral e desrespeitoso e pode ser facilmente recusado. Com isso, você correria o risco de perder um excelente profissional que pode somar significativamente no seu projeto. Deixe claro o valor dos pagamentos, assim como o dia para que eles caiam na conta dos figurantes. Determine benefícios como lanches no camarim, transporte ou vale-refeição. Dê a ele os direitos pelo seu trabalho e seja justo. Assim, a sua parceria poderá ter vida longa. Não omita informações e nem crie situações desconfortáveis para ter menos obrigações legais. Assim, todos saem ganhando!

  1. Determine tudo que tiver a ver com a produção em si

Se o figurante estiver participando de um filme, por exemplo, vale dar a ele informações sobre a circulação do filme, a seção de direitos de imagem, o convívio respeitoso com os colegas e mesmo deixar um espaço para uma possível continuação do projeto ou o encerramento prematuro. Assim, todos estarão cientes de todas as condições e não haverá nenhum tipo de desacordo depois que a contratação for vigente.

 

Agora você está pronto para determinar o perfil, escolher os profissionais que se encaixam nele e contratar todos que, de fato, fazem sentido para a sua produção. Tudo isso de forma rápida, eficiente, prática e sem precisar pagar rios de dinheiro para uma agência,

Nós, da Agenda do Produtor, sabemos como é difícil se virar sozinho nesse meio e é por isso que estamos sempre de portas abertas para te ajudar nesses quesitos e para fornecer o maior banco de profissionais dessa área. Conte com a gente para encontrar, não apenas os figurantes, mas todos os profissionais que você precisa para o seu projeto!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *